Buquê - Origens e Significados



Sua origens são diversas,desde as mais românticas ás mais inusitadas.
Na Grécia antiga era um símbolo consagrado a Deusa Hera,mulher de Zeus,eram constituídos de flores e ervas para atrair bons fluidos no casamento.

Acredita-se que na Idade Média ,flores eram oferecidas a noiva durante o cortejo até onde se realizaria a cerimônia,formando assim um buquê


Mas entre os séculos XVI e XVII o buquê de noiva perdeu um pouco de seu romantismo e passou a ser uma necessidade por causa dos hábitos de higiene da época,as flores eram ótimas aliadas para disfarçar qualquer odor desagradável.

Felizmente os hábitos mudaram e hoje além de ser uma adorno que compõe a imagem da noiva,também tem uma linguagem não verbal e cada formato está ligado a um tipo de evento.





Cascata

O formato mais tradicional para buquês- aquele em que as flores formam uma cascata sobre as mãos da noiva,no comprimento desejado por ela e pelo florista.

Estilo belo e formal










Redondo

O segundo design mais comum entre noivas.Nesse caso,as flores permanecem um pouco soltas e seus caules são amarrados.É uma boa opção para um casamento formal quando não se deseja utilizar o estilo cascata











Braçada

Esse modelo é bem casual.As flores são seguradas pela noiva como se tivesse acabado de colher.É perfeito para cerimônias menos formais realizadas ao ar livre














Ramalhete

Esse modelo é normalmente menor do que o arredondado,embora o formato seja similar.Em geral,ele é composto de flores do mesmo tipo,mas é possível utilizar tal estilo com flores diversificadas. 









Bola de Flores

Esse modelo também pode ser usado pelas damas de honra.Trata-se de um design redondo,preso no pulso por um belo laço As flores mais populares são as rosas e hortênsias,ou qualquer outra q crie um formato leve e arredondado.










Inspiração













Além dos buquês tradicionais,ainda existem os criativos e exóticos,que refletem a essência da noiva ou o estilo do casamento.















Consultora de Imagem


Comentários