Luxo é...



Acredita-se que já no período paleolítico o homem começou a desenvolver conceitos sobre luxo,não era atribuído valor a objetos,mas festas,presentes e banquetes solidificavam o prestigio dos chefes de tribos.



Luxo no Antigo Egito

Com o surgimento das grandes civilizações e a divisão de classes entre Egípcios,Babilônios,Gregos e Romanos ,o luxo passou ter um sentido de acumulação,ostentação ,satisfação de prazeres e paz politica através de trocas de bens luxuosos.



Jóias Assírias e Babilônicas (4.000 AEC) encontradas em escavações no Iraque 

Quando se fala em luxo a primeira ideia que se tem,é de coisas com valores altíssimos e inalcançáveis.

Essa ideia não deixa de ser uma verdade,mas existem outros fatores que definem o mercado do luxo.

Qualidade de produtos e serviços oferecidos,profissionais capacitados e bem estar são características de luxo,claro que isso gera valores acima da média,mas não significa inacessível.





No seguimento da beleza e imagem pessoal/social, qualidade é fundamental,tanto no que é consumido (produtos de alta performance com resultados imediatos e prolongados) ,quanto no atendimento(qualificação profissional,etiqueta e boa postura),é garantia de sucesso e satisfação pessoal.






“Máquinas de lavar eram um refinamento luxuoso do ato de lavar roupas com as mãos. Mas hoje são socialmente necessárias. Preço caro não é um fator essencial, mas o modo de elaboração, sim”.

Christopher Berry, professor de teoria política e vice-reitor da Faculdade de Direito, Negócios e Ciências Sociais da Universidade de Glasgow, na Escócia.








Coaching de Imagem



2 comentários:

 

Contato

Selo de Qualidade EnModa

Quem escreve.